top of page
Buscar
  • Foto do escritorLara Brandão

Não consigo parar de me preocupar - Entendendo sobre o Transtorno de ansiedade generalizada


O Transtornos de Ansiedade Generalizada (TAG) é o transtorno de ansiedade mais prevalente nas populações clínicas. É caracterizado por um estado persistente de ansiedade acompanhada por preocupação crônica, excessiva e generalizada que inclui sintomas físicos ou mentais de ansiedade e causam sofrimento ou prejuízo significativo do funcionamento diário.


De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais, DSM 5-TR, as características essenciais do transtorno de ansiedade generalizada são ansiedade e preocupação excessivas (expectativa apreensiva) acerca de diversos eventos ou atividades, ocorrendo na maioria dos dias, por pelo menos 6 meses.


A intensidade, duração ou frequência da ansiedade e preocupação é desproporcional à probabilidade real ou ao impacto do evento antecipado. O indivíduo com TAG, apresenta dificuldade de controlar a preocupação. A ansiedade e a preocupação são acompanhadas por pelo menos três dos seguintes sintomas adicionais: inquietação ou sensação de estar com os nervos à flor da pele, fatigabilidade, dificuldade de concentração, irritabilidade, tensão muscular, perturbação do sono.


Importante enfatizar que preocupação e ansiedade são normais e todo mundo em alguma medida vai experimentá-los, o que diferencia no caso do TAG é que as preocupações são excessivas e interferem significativamente no funcionamento do indivíduo em diversas áreas e são também mais intensas e experimentadas com mais angústia.


Indivíduos com TAG apresentam dificuldade de tolerar incertezas. Por pensar que devem controlar ao máximo as situações, buscam por segurança grande parte do tempo. Assim, por meio de preocupações excessivas, buscam obter alguma previsibilidade para tolerar o desconforto gerado pela insegurança e dúvida. Ademais, costumam interpretar os eventos como mais ameaçadores do que eles realmente são, visto que os pensamentos costumam ser catastróficos, além de apresentarem pensamentos do tipo “e se..?”, hipergeneralização, magnificação de riscos e minimização de recursos.


Ainda que, racionalmente, possam compreender que não há como prever ou controlar o que ainda não aconteceu, acreditam que, se preocupando, poderão estar mais preparados caso algo negativo aconteça. Porém, essa busca incessante e infrutífera por certezas relacionadas ao futuro acaba por produzir mais angústia e ansiedade, gerando um ciclo vicioso que, frequentemente, leva a comportamentos de evitação em situações nas quais o mais esperado era agir, mesmo sem total garantia do resultado, o que contribui para a manutenção do transtorno.


Devido ao seu curso crônico, é comum que esses indivíduos informem se sentirem ansiosos e nervosos por toda a vida, entendendo como uma característica de sua personalidade, o que, muitas vezes, faz retardar a busca pelo tratamento adequado. Além de acreditarem que nunca conseguirão relaxar e ter a mente livre de preocupações, pois desde que conseguem se lembrar são dominados por pensamentos negativos relacionados à inúmeras circunstâncias de vida.


Entretanto, é válido instruir que existe tratamento para o Transtorno de Ansiedade Generalizada e a Terapia Cognitivo Comportamental tem se mostrado eficaz para essa população clínica. A meta central do tratamento é a redução na frequência, intensidade e duração de episódios de preocupação que levariam à diminuição da ansiedade.


Dessa forma, o tratamento vai enfatizar a psicoeducação, manejo da intolerância à incerteza, exposição às emoções e situações comumente evitadas, reestruturação cognitiva, visando modificar padrões catastróficos de pensamentos e crenças positivas sobre o se preocupar, que acabam mantendo a preocupação; além de ensinar técnicas de relaxamento, mindfulness, entre outros.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


  • Instagram
  • Whatsapp
bottom of page